Instituto Trata

Em parceria com o Professor Tiago Fukuda, criamos uma franquia para fisioterapeutas especialistas em joelho e quadril com o desenvolvimento de um programa de reabilitação fundamentado em uma avaliação computadorizada.
Instituto-Trata
O Instituto TRATA – Joelho e Quadril atende ao conceito de inovação no que se refere ao tratamento de membros inferiores, principalmente, quadril e joelhos. A garantia de resultados eficazes reflete os procedimentos adotados pela equipe:
– O paciente é submetido a uma avaliação clínica detalhada, feita por um especialista da equipe. É este primeiro passo que viabiliza um direcionamento específico ao tratamento, de acordo com o quadro particular de cada paciente.
– A seguir, o paciente é levado a uma avaliação cinemática dos movimentos do corpo. A finalidade é analisar como os ossos e os músculos estão organizados na reação à gravidade e às forças atuantes no corpo humano. Para isso, o Instituto utiliza um software internacional com sistema em 2D, cuja tecnologia avançada permite detectar  quaisquer alterações na força ou funcionalidade das estruturas que acabam levando a um quadro inflamatório ou doloroso, por exemplo. Assimetrias, padrões motores, lesões associadas, quais estruturas devem ser trabalhadas são alguns pontos a serem avaliados durante esta etapa.
– O último passo consiste na aplicação do protocolo de atendimento das lesões dos membros inferiores, formulado pela rede e baseado em referências científicas. O foco se concentra no alinhamento biomecânico dos membros inferiores com o objetivo final de melhora do quadro do paciente e de uma maior qualidade de vida.
O grande diferencial do Instituto TRATA é a personalização do tratamento aos mais diferentes públicos:
– O “atleta de final de semana” que possui lesões ligadas à prática de esporte amador, sem muito cuidado com o preparo físico;
– Atletas de alto rendimento em casos como: lesões por sobrecarga, traumáticas ou tendinopatias;
– Pessoas sedentárias que fazem pequenas atividades e acabam sendo afetadas;
– Idosos com quadros degenerativos, com artrose no joelho ou quadril, mas que não querem operar, e buscam um tratamento conservador;
– Pessoas com síndrome miofascial, fibromialgia, dor muscular, fadiga ou cãibras.
A rede tem por principal bandeira o tratamento não-invasivo de lesões ortopédicas dos membros inferiores, basicamente, joelho e quadril. O paciente sempre tem a opção cirúrgica, mas o ideal é apostar no tratamento conservador antes de se submeter a uma cirurgia (optando por esta somente se as tentativas anteriores com bons profissionais de fisioterapia não erradicarem os sintomas da lesão).